aRtemporal #7 Gustavo Da Lua “abrindo os caminhos” com single e clipe novos!

Música #dubrasil

em 7 de dezembro de 2021

Gustavo da Lua lançou dia 04/12, dois dias após seu aniversário, seu terceiro single em período de pandemia, sempre seguindo os protocolos de segurança.

O single foi produzido por Davi Índio no Estúdio Casa Azul, em São Paulo, e lançado pelo Índio Rock Selo. Contou com a participação dos músicos Manucio Porto e Toca Ogan (Nação Zumbi) nas percussões, Rafael Krauss no baixo acústico, Gui Andrade no violão e Edward Sotto na guitarra.

Gustavo Da Lua – “Abrindo os Caminhos”

Eu tive a grata felicidade por ter produzido o clipe, que foi gravado em lugares “com cara de bairro”, em São Paulo, e que conta a trajetória do músico e de sua música abrindo caminhos em busca de dias melhores, dias em que estaremos juntos novamente, nos libertando aos poucos das máscaras e permitindo abraços, danças e maracatu! Representa a força do “não desistir” na trajetória artística do músico.

Obs: Todos os envolvidos tomaram as duas doses da vacina contra a covid 19.

Da Lua na Praça Elis Regina – por Alexandre Marques

As cenas de maracatu foram realizadas na praça Elis Regina, no Butantã, e contou com a alegre e fundamental participação do Maracatu Baque Livre, coordenado pelo agitador cultural, Fofão.

Da Lua lançou no ano passado, também no dia 04/12, dia de Iansã, o single “Vem pra ficar”, que você pode conferir neste artigo da LABO.

Como participei roteirizando e dirigindo o clipe, deixo aqui a mais que bacana resenha do jornalista Nuno Lima:

““Quando pesar e cair, você chama por mim, sou filho de Ogum, não vou desistir”. Começo esse texto com um trecho da música que é como uma oração. Gustavo da Lua apresenta seu mais novo single, lançado no dia 4 de dezembro, chamado “Abrindo os Caminhos”. A música conta com a tradicional percussão Pernambucana. Uma batucada que soa como o som da alma e mostra a força da nossa gente que não pode parar, lembrando que somos abençoados e protegidos por alguém que abre nossos caminhos com a espada na mão.

Mais um single que Gustavo da Lua lançou durante a pandemia, o terceiro para ser mais exato, nos faz lembrar que chegamos até aqui, mesmo diante das dificuldades que passamos, seja por perder alguém, na demissão de um trabalho antes estável ou de fechar o negócio que foi tão sonhado.

O clipe da música, que contou com Alexandre Marques na produção de vídeo, foi gravado com uma ideia de preto e branco até ganhar cor, que se Ingmar estiversse entre nós, iria aplaudir certamente. O vídeo ganha conformes com a letra da música, que apresenta a luta do dia a dia: sair de casa para o trabalho, colocar a máscara, comer algo rápido em um bar que seja bom e barato para continuar, continuar a caminhada, lembrando que as vezes é necessário parar, descansar para continuar firme e forte, trazendo a nação, seja ela sua família ou quem você considere como uma.

É justamente nessa parte que o clipe ganha cores, mostrando que todo esforço é em prol de nossa nação, de quem está ao nosso lado e de quem nos faz e nos quer bem. Gustavo da Lua, mostra que nossa caminhada se inicia em preto e branco, mas no decorrer do caminho, temos de nos lembrar que, se pesar e cair, você tem uma espada na mão e pode ir abrindo os caminhos.

Cantando e dançando para alterar nossas frequências e sempre para o melhor, é o que a música e o amor nos fazem sentir. Parafraseando Ingmar Bergman “Se tudo é imperfeito nesse mundo imperfeito, então o amor é perfeito em sua imperfeição”.”

Ouça também nas plataformas digitais: https://onerpm.link/479304201012

Alexandre Marques “Abrindo os caminhos” é o terceiro single lançado por você, em período de pandemia, junto com o Índio Rock Selo e fala sobre “Não desistir”. Como está viver gravando em São Paulo, morando em Olinda?

Da Lua Aah!  Tá sendo bem legal e inspirador!! Minha família é de Olinda, né!! Aí a pandemia veio com tudo, achei que era o momento propício de voltar pra perto da família!! Morei em SP 20 anos. As relações profissionais e as amizades que fiz  serão  eternas!!  Amo SP !! Me educou e me fez ser gente !!  rsrs 

Alexandre Marques Conhecendo sua trajetória, muitas frases da letra parecem descrevê-la. Também a trajetória de muitos que não cansam e vivem as pequenas vitórias. No que pensava ao escrever esta letra, que para muitos, tem força de oração?

Da Lua Essa letra é antiga, fiz há alguns anos atrás pro meu primeiro álbum, o  RadianteSuingabrutoamor, mas não entrou nele. Toda vez que eu mostrava ou cantarolava a melodia  sempre me falavam: “Você tem que gravar”. Enfim, consegui gravar rs… Achei que foi num momento pertinente!!

Alexandre Marques O clipe, que gostei demais de dirigir, teve que contar com pequenas, mas muito bem realizadas atuações sua. Sei que estava muito tranquilo, confiante na música, mas conte um pouco para os leitores como foi esse processo e em quais outros trabalhos já atuou.

Da Lua Já atuei e gravei com grandes artistas e projetos bacanas como Nação Zumbi, Seu Jorge e Almaz, Senzala Hitech, Síntese,  Los Sebosos Postizos , Umbabarauma (o teaser), o filme Besouro entre outros.
Pra mim essa música, “Abrindo os Caminhos”, é um ponto, uma oração, então deixei o Orixá levar e tenho certeza que você que dirigiu teve a mesma sensação. Você me trouxe a ideia que já gostei de cara. Depois o roteiro. Eu na hora percebi que estava pronto. E foi do jeito que tinha que ser!!

Alexandre Marques é compositor, produtor musical, fotógrafo, videomaker…nas horas vagas cervejeiro, padeiro caseiro e autor da coluna aRtemporal. Formado em marketing, viu no trabalho de assessoria de comunicação uma oportunidade de unir conhecimentos e estar próximo dos artistas, um universo que adora, levando suas obras para mais pessoas.

Você também vai gostar disso 👇