Cultura brasileira por PogoLand

Cultura #dubrasil

em 9 de fevereiro de 2021

Pogoland é ilustrador e cozinheiro cuiabano, atualmente vive em Presidente Prudente, interior de São Paulo. Seu trabalho conversa com a sexualidade como um todo: práticas, condutas e formas de se relacionar. O artista entrou no mundo dos zines recentemente e já tem dois trabalhos lançados. O primeiro chama “Seu C*: uma narrativa contada por baixo”, o outro, “O Aquário: crônicas de uma quarentena”. Atualmente está finalizando seus próximos zines, “Pornográfica: metendo a língua na censura” e “O cabaré do fim do mundo” onde fala sobre a objetificação do corpo feminino e as formas como estamos acabando com o planeta.  

Pogoland, conta pra nós o que, culturalmente, tens consumido.

Uma canção Le temps est bon – Isabelle Pierre

Um álbum OK Computer – Radiohead

Uma cantora Elis Regina

Um cantor Chico Buarque

Uma banda Iron and Wine

Um desenho, ilustrador, ilustradora Frank Quitely

Um livro Monstros – José Gil

Uma escriora, um escritor Neil Gaiman

Um filme Tudo sobre minha mãe – Pedro Almodóvar

Uma diretora, um diretor Pedro Almodóvar

Um instagram Brooke Penrose

Um lugar Chapada dos Guimarães

Uma cultura popular Tudo relacionado as religiões de matriz africana

CULTURA BRASILEIRA POR: queremos saber, de quem a gente consome, o que está consumindo dentro da produção cultural tupiniquim, ou fora dela, se assim for. É um bate bola para destrinchar o agora. Um álbum que não para de tocar, o livro que tá fazendo a cabeça, uma música que não sai do ouvido, aquela ilustração que inspira, e assim por diante. É tesouro garantido. Vem pra caça!

Você também vai gostar disso 👇