Renata Canin

Música #dubrasil

em 24 de maio de 2021

A cantora, compositora e poeta Renata Canin entrou no radar da LABO, não como artista, mas como parceira de projeto. Quando começamos conversar, não sabia dessa veia artística da Renata. Conversamos meia dúzia de vezes, nos adicionamos nas mídias sociais e, só então, fui conhecer a artista pulsante que habita a pessoa querida e simpática com quem estava iniciando um trabalho. 

Léxico

Ficamos bem contentes com os fragmentos poéticos da artista, que cresceu no ABC Paulista onde iniciou seu envolvimento com música e poesia, encontrados no seu instagram. Dia desses, nesse mesmo canal, me deparo com a seguinte legenda: “… É um privilégio poder colocar minha poesia no mundo pela linguagem da música…”  na mesma hora o sininho de alerta disparou. Enviei uma mensagem falando sobre essa tal curiosidade que insiste em me acompanhar e, para nossa grata surpresa, dias depois recebo um e-mail com a canção “Léxico” que temos o prazer de compartilhar com vocês.

Romanticamente pálida

Estrategicamente lúcida

Aparentemente sólida

Mas no escuro a mente íngreme

Alternadamente anima

Anatomicamente absoluta

Na luta de frente

Teus olhos me enxergam lânguida

Pesada sobrando flácida

Na tua TV fantástica

Na tua leitura clássica

Não me encaixo no teu léxico

Me cansei de sorrir tô muito puta

Na luta de frente

Na luta não entre

Teus olhos me enxergam lânguida

Pesada sobrando flácida

Na tua TV fantástica

Na tua leitura clássica

Não me encaixo no teu léxico

Me cansei de sorrir tô muito puta

Na luta não entre

Foto: Mira Cervino

Lançada na última sexta-feira, dia 21, pelo selo Pipa Music, parceiro LABO Plural Singular, a canção “traz uma letra ácida e provocativa acerca da descolonização do olhar sobre a mulher, que agora consegue ser e sentir fora do território do julgamento masculino. Como essa mulher se sente enquanto se confessa é traduzido por ondas musicais felinamente criadas por Marina Decourt, produtora do single, que traz uma base eletrônica pesada, unida a texturas cortantes de instrumentos acústicos e sintetizadores. O resultado é uma música incisiva e, ao mesmo tempo, visceral que conversa com as mulheres do seu tempo. A faixa teve participação de Thiago Duar (guitarra e baixo), Carol Panesi (rabeca e violino) e foi mixada e masterizada por Zé Victor Torelli. 

Poesias musicadas

Essa não é a primeira incursão da artista pela música. Renata Canin, quando percebeu a musicalidade de suas poesias, buscou parcerias com artistas como Thiago Duar, o duo Dunaz, a cantora Anais Sylla e a banda Sol a Pino. 

Banda Sol a Pino

Que esse conjunto de palavras que transbordam e se transformam em poesia e música, da artista, poeta e amiga Renata Canin, reverberem pelos ouvidos atentos Brasil afora. Vida longa à arte! 

Todas as fotos de Mira Cervino.

LABO Oi Renata. Espero que esteja tudo bem por aí… Quero dizer que foi uma grata surpresa dar o play em “Léxico”. Conta pra gente como nasceu esse projeto de começar musicar suas poesias? 

Renata Obrigada Cláudia! Tudo fluindo bem na medida do possível, criar tem ajudado. Espero que por aí tudo esteja bem também.  

Assim como a escrita, a música é uma paixão desde a infância. Fui introduzida à poesia por meio da música, então o encontro dessas linguagens, para mim, foi bem natural, eu diria até inevitável. Assim que decidi colocar meus poemas no mundo, vieram algumas parcerias musicais e também a participação na banda Sol a Pino como vocalista. Isso plantou uma sementinha de que eu também poderia cantar meus poemas. Daí por diante, o que aconteceu, foi um processo da investigação da minha voz e também das diversas possibilidades de expressão dessa poesia. 

LABO Essa pandemia fez da arte nosso maior respiro. Entendo que gravar Léxico tenha sido o seu. Você pretende transformar esse projeto em álbum ou apenas lançar alguns singles?  

Renata Certamente, produzir essa música foi um alento. A energia de realização sempre foi meu atalho para a superação de momentos difíceis. Sobre a possibilidade de um álbum, ela existe e está bem próxima. O que posso dizer é que “Léxico” não está sozinha, tenho o plano de lançar mais dois singles num futuro breve, além de outros projetos que estão para acontecer: um livro de poemas e também um projeto muito especial em parceria com a Cia de circo Um Café da Manhã. Esses projetos materializam a ideia que tenho de que a poesia é o olhar que temos sobre as coisas e isso transcende a linguagem.

LABO Algumas de suas poesias estão no seu instagram. Por onde mais podemos encontrá-las? 

Renata Recentemente fechei uma parceria com a Editora Patuá para a publicação do meu primeiro livro de poemas. Então creio que até isso acontecer haverá poucos poemas publicados nas redes sociais, além das músicas que vou lançar. Mas é claro que continuarei postando novos textos nas redes e também buscando outros canais de comunicação com os “leitores”.

Você também vai gostar disso 👇